terça-feira, 4 de agosto de 2015

16 motivos para assistir Community

     Conheci a série Community há um tempinho, enquanto assistia televisão. Achei a série tão espontânea e engraçada que pouco tempo depois, passei a assisti-la e fiquei completamente viciada nela, assisti as seis temporadas muito rápido e confesso pra vocês que até hoje, tenho vontade de assistir todos os episódios novamente hahah A série é super engraçada e eu recomendo muito pra quem gosta de comédia! Poder acompanhar essa série maluca e a história dos personagens mais doidos ainda, foi uma experiência muito incrível que eu estava com muita vontade de dividir com vocês. Acho que pouca gente conhece a série ou a entende de verdade sabe? Mas ela é muito legal e vale a pena dar uma conferida. Enfim, como todo término de série é chato e quando é uma que a gente gosta, se torna mais difícil ainda, resolvi matar a saudade de Community.e homenagear os personagens, trazendo 16 motivos para vocês assistirem também e assim como eu, amá-la! Olhem só:

Go Girl: No começo da série, a Shirley tinha alguns problemas com fofocas e isso a deixava ainda mais engraçada. Acho que a frase que ela mais falava era Go Girl, quando queria incentivar as outras pessoas.

Troy and Abed in the Morning: Nos finais dos episódios de quase toda a primeira temporada, passava o programa de tv imaginário do Troy e do Abed e sério, era muito engraçado. Eu adorava! Pena que com o passar do tempo, foram deixando de lado e eventualmente, pararam de passar </3

Annie's Boobs: Quando apareceu um macaquinho na faculdade comunitária de Greendale, a turma colocou o nome dele de Annie's Boobs ou seja: peitos da Annie hahah

Cool cool cool: Acho que essa bordão do Abed é um dos meus favoritos de todos os tempos, sério! Sempre que vejo algo legal logo penso em: cool, cool, cool <3

Changnesia: O Chang é o cara mais pirado da série e também um dos mais engraçado. Depois de um tempo sumido ele aparece com uma doença chamada Changnesia, que é um tipo de amnésia só dele. Claro que tudo é inventado né? Mas todo mundo caí na dele e acaba acreditando nele.

Guerra de Travesseiros e Cobertores: Desde que vi o castelo de cobertores do Troy e do Abed, fiquei com vontade de fazer um também. O deles era gigante e ocupava quase a faculdade toda. Quando os dois brigaram, fizeram uma baita guerra: o lado dos travesseiros contra o dos cobertores. Cena épica!

Fantasias de Halloween: Sempre que assisto séris, presto muita atenção nas fantasias de halloween dos personagens. Em community as minhas favoritas foram a Britta de Michael Jackson e a Annie de Samara!

Human Being: Em um dos episódios, o Pierce e o Reitor tentam criar um mascote pra Greendale, sem parecerem racistas. Daí então, surgiu o Ser Humano, essa criatura branca e super esquisita hahah

Meow Meow Beenz: A série faz muitas piadinhas sobre a vida real, então nesse episódio, eles criaram um app chamado Meow Meow Beenz, onde todos votavam e mediam a popularidade de uma pessoa. O engraçado é que eles levam tudo muito a série, dividem as pessoas por número, fazem julgamentos e etc.

Paintball: Tirando os episódios dos cobertores, os de Paintball são os meus favoritos! Como eu disse, eles sempre levam as coisas muito a sério e fazem do jogo algo de vida ou morte, e claro, sempre muito dramáticos, depois de um tempo o jogo foi proibido dentro da a faculdade, de tão sério que era.

Fantasias do Dean: O Reitor é um dos meus personagens favoritos: sempre muito alegre e saltitante hahah Toda vez que ele entrava na sala de estudos do grupo pra dar alguma notícia, ele entrava com uma fantasia diferente e sério, é uma mais hilária que a outra hahah Craig, melhor pessoa!

Sonhatório: O Dreamatorium é o cantinho especial do Abed onde ele pode ser quem ele quiser, viajar em diferentes dimensões, sem sair de casa e o melhor: com os seus amigos! <3

Pop! Pop!:  O Pop pop é um daqueles personagens que aparecem do nada e todos adoram ele sabe? Ele só fala duas coisas na série inteira: Pop! Pop! e todo mundo praticamente o aplaudia hahah

Bandido do Cofrinho: Os alunos de Greendale, definitivamente, são os mais exagerados do mundo. Em uma época sombria, apareceu o bandido do cofrinho, que depositava moeda no ~cofrinho~ das pessoas. O mais legal, são as reações das vítimas do tal bandido. Em especial, a do Troy!

Aperto de mão: Outra coisa que eu vou levar pra vida: o aperto de mão do Troy e do Abed. Uma vez o Pierce tentou roubar/coprar p aperto dos dois, só pra estragar aquilo! #PierceYouAreaB

Versões dos personagens: Mais uma coisa que eu amo na série: as várias versões dos personagens. Tem em estilo Muppets, bonecos, jogo de vídeo game, g.i Jeff... enfim! Tudo muito legal!

Ai gente, eu poderia ficar aqui por horas falando sobre como o Jeffrey se achava; sobre como o Pierce era chato (mas fez muita falta), de como a Britta é a pior, de como eles não sensualizam a Annie por ela ser jovem demais. Poderia ficar falando sobre as vozes fininhas que a Shirley faz, sobre o Dean ser apaixonado por fantasias, dálmatas e pelo Jeff, sobre como o Chang é esquisto, sobre os brincos do Leonard (e canal do Youtube) ou sobre como a amizade do Troy o do Abed é linda! Apesar de todas as coisas clichês e piadinhas internas da série, ela fala basicamente sobre um grupo de pessoas completamente diferentes que se tornaram amigos, estudantes, professores e em como deixaram de ser do comitê de organização "Salve Greendale" para se tornarem uma Comunidade! <3



Obrigada Community, por tudo! Vou sentir muitas saudades! #SixSeasonsAndaMovie por favor! <3
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Um comentário:

  1. Ai, que legal!! Acho que não conhecia essa série, mas gostei de cara, ahahaha quem sabe eu dê uma chance e assista, é que ainda tem algumas séries e filmes que eu quero assistir, daí né, ahahahah ;)

    Beijos, http://quebrarosilencio.blogspot.com/

    ResponderExcluir

(2013) Todo o conteúdo foi criado por Ellen Maia e qualquer cópia deve ser creditada.
Design e código desenvolvidos por Julie Duarte.