terça-feira, 27 de agosto de 2013

As várias fases do “amor”

     O que é o amor?  Shakespeare já dizia que “o amor não se vê com os olhos, mas sim, com a mente”.
     Primeiro você se pega pensando nele. Não consegue dormir, muito menos falar. Aparecem mil e uma borboletas em seu estômago quando ele passa perto de você. Você desaprende até como se respira. Fica ali, noites e mais noites em claro, só imaginando como seria se aquele menino resolvesse falar com você.
     Quando ele realmente resolve chegar até você, é uma experiência de outro mundo. Uma aventura inimaginável. Vocês passam horas conversando e parece que todo tempo é pouco. Quanto mais, melhor. Quanto mais beijos, melhor. Quanto mais mensagens, melhor. Quando mais voz de bebê, melhor. Você deseja o tempo todo ficar ao lado dele, o mais perto o possível, ao ponto de tentarem se fundir e se tornarem um só.
     Tanto chamego, tantos mimos, que chega a enjoar. Enjoar da voz, das mensagens, do jeito de andar. Enjoar das coisas que você mais gostava nele. Tudo começa a ficar repetitivo, entediante. Em certos casos a raiva predomina e assim se formam as brigas. Palavras são ditas, sentimentos feridos e corações partidos.
     O termino chega e você não tem pra onde correr. Tudo dói, a mente, a alma e principalmente o coração. Um rasgo começa a se abrir dentro do seu peito, sugando tudo de melhor que à dentro de você. A amargura vence e a frieza já é mais que visível. E você chora, dias e noites, sem parar. Chora até achar que todas as lágrimas existentes dentro de você, secaram. Parece que o seu mundo irá desabar.  Mas, só parece mesmo.
     Um amigo te consola e você começa a reparar em como ele é bonito, como ele é simpático e cuidadoso. Um batimento cardíaco irregular te faz respirar um pouco ofegante quando o vê passar. Pronto. Você já acha que é amor.
     Quando você tem dezesseis anos, ou ainda é adolescente, e alguém diz que te ama: você acredita. Mas, o amor nessa idade é muito complexo, tão complexo que é quase inexistente. Você ama uma bolsa, ama uma bijuteria. Mas o amor mesmo, aquele de Shakespeare, você não sente, está tudo em sua mente. Pura imaginação. Na sua adolescência, você vai encontrar os “donos” da sua vida, “aqueles” por quem você até se mataria. Mas um dia, quando à maturidade chegar, você irá perceber que estava se matando pelo Romeu errado e fazendo muito barulho por nada.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

27 comentários:

  1. Não acredito!

    beijos, @esteffanifontes (twitter&instagram)
    http://blogesteffanifontes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Ellen tudo bem ? Logo quero agradecer a visita no meu blog e dizer que achei seu blog lindo! Você escreve muito bem.Estou seguindo seu blog como Ysa. Só um conselho, já ensou em tirar a verficação de palavras dos comentários ?
    Passando para desejar um ótimo dia.
    Beijo grande.
    yarasousa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigada! é sempre bom saber que alguém está gostando dos meus textos rs Fico muito feliz em saber disso! Já sim, porém, não sei rs Vou procurar saber como tira e logo logo estará sem! Um ótimo dia pra você também! Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. Muito bonito o texto. No decorrer da vida perdemos tempo gostando de vários Romeus errados mas isso é bom para aprendermos a encontrar o certo com os erros dos passados.

    Vem conhecer o Just Babis (:

    ResponderExcluir
  5. Noooossa adorei o texto me descreveu quando eu era adolescente rsrs tudo a gente ama rsrs agora já tenho 18 anos e sempre acreditei no amor verdadeiro, no entanto que agora tenho a certeza de que encontrei meu Romeu rsrs e descobrimos o amor verdadeiro quando você passa a amar a pessoa mesmo vendo ela todos os dias mesmo com os defeitos dela mesmo ela te deixando nervosa e mesmo assim você continua amando e mesmo de muitos anos juntos seu coração ainda bate forte quando ele liga ou quando ele fala que está na porta da sua casa!!!

    Obg pela visitinha amei seu blog já vou correr e seguir ^^ bjinhos

    Mafia das empolgdas

    ResponderExcluir
  6. Simplesmente lindo! Cada vez escrevendo melhor ainda. O jeito como descreve a situação e os sentimentos, tudo! Ahh esses Romeu's errados rsrs A vida é assim neh, temos que aprender a lidar com isso. Amei o texto! <3

    //pequenodiariodesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Poisé, ainda vão aparecer muitos Romeus errados até encontrar o certo!
    Ahh que linda Tainá! Mas agora, você já entende melhor o amor né? Lindo o que você escreveu! é sempre bom encontrar alguém que faça nosso coração bater mais rápido...e for recíproco <3
    É verdade, temos que lidar com isso Daves!
    Muito obrigada a todos! Cada vez fico mais feliz com o que você comentam! Obrigada de coração! Beijos ♥

    ResponderExcluir
  8. Ei, tudo bem? Acho que já encontrei um romeu, agora só falta saber se é o certo ou o errado. shaus Seguiindo aqui. Beeeijo
    http://iaranatalia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tudo sim rs Ahh que legal! Tomara que seja o certo né? Já estou te seguindo também linda, beijos <3

    ResponderExcluir
  10. Nossa amei seu blog O LAYOUT É INCRÍVEL estarei sempre por aqui se me segue me avisa que sigo de volta

    BLOG:http://charmantye.blogspot.com.br/

    FANPAGE:https://www.facebook.com/Charmosa.cleidianesouza?ref=hl

    YOUTUBE:http://www.youtube.com/watch?v=3CEzhIkmWew&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
  11. Muito bom o texto! Adorei a parte "você ama uma bolsa, ama uma bijuteria". Realmente, nunca tinha pensado assim, mas é verdade!

    Mas é uma fase boa!

    Beijooos
    http://muitasfeminices.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Passei para conhecer o blog e achei o seu texto muito lindo. Parabéns, você sabe usar muito bem as palavras.
    Estou seguindo seu blog para acompanhar as atualizações e sempre que puder fazer uma visita.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. POis é, o amor tem várias fases e muitas idades!!! É o mais próximo de Deus que a gente pode chegar: amando!

    bjos!

    http://diariodabrunet.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Muuuuito obrigada a todos! Fico feliz que tenham gostado, de verdade mesmo! Já estou seguindo todos! Beijos <3

    ResponderExcluir
  15. É lindo o seu texto, embora eu acredite sim em amor verdadeiro na adolescência, independente da idade se realmente for amor, ele vence todas as barreiras...

    Beijo,
    http://olhardeumanerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Gostei do texto. Muito sucesso pra vc Ellen. Beijos

    http://a-ultima-moda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Também acredito! São exceções! Mas, ainda sim existem! É que a maioria das pessoas acham que vão morrer quando terminam um namoro, achando que aquela pessoa foi o amor da sua vida...e nem sempre é bem assim!
    Muuuito obrigada meninas! Beijos <3

    ResponderExcluir
  18. Awn *-* amor na adolescência é engraçadinho, o meu amor ( namoro de 1 e 9 meses já) comecou qnd eu tinha 17, nao considero super adolescência, mas tem uns q dura sim, minha amiga ta noiva de um q namora desde dos 12 e hoje ela ja tem 22 *-* Tem pagina nova no blog, passa lá leitora <3
    http://pedacosdelembrancas.blogspot.com.br/p/metas.html

    ResponderExcluir
  19. Eu simplesmente amei esse texto e concordo com tudo o que você escreveu. Quando eu era mais nova dizia que meu ex era tudo pra mim, mas quando a gente terminou eu percebi que não era bem assim. Com o passar do tempo e a maturidade a gente começa a enxergar o amor de uma maneira diferente de quando a gente tinha 15 ou 16 anos (:
    Eu gostei mesmo do texto <3 Puro e verdadeiro!
    Bisous
    needfulglam.blogspot.com
    www.facebook.com/needfulglam

    ResponderExcluir
  20. Difícil entender todas elas!

    beijos, @esteffanifontes (twitter&instagram)
    http://blogesteffanifontes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Ahhhh que legal *-* Como eu disse, existem exceções! haha Que lindos <3
    Muuuito obrigada linda, fico muito feliz que tenha gostado, de verdade mesmo! Pois é, com o passar do tempo a gente percebe que tudo que a gente fazia era bobagem! Por que se eles fossem "o amor de nossas vidas" teriam ficado! E se não ficaram, bom... é porque não valia a pena!
    Verdade! Difícil de entender todas haha Muito obrigada meninas, beijos <3

    ResponderExcluir
  22. Olá flor, nós blogueiras temos que ser amigas uma das outras, e esta sempre ajudando uma a outra, por isso vim aqui para lhe falar que estou com uma oportunidade ótima para blogueiras, acesse meu blog e confira, se caso se interessar pode deixar um recadinho lá que te responderei o mais rápido possível :D

    LINK DIRETO PARA O POST DA OPORTUNIDADE:
    http://zandraprincessmakeup.blogspot.com.br/2013/08/venha-fazer-parte-da-familia-up.html

    beijinhos <3

    ResponderExcluir
  23. Tive paciência e confiei em Deus para saber quem era o meu "Romeu", e aconteceu. Já estamos jntos há 10 anos
    Lindo o seu texto.
    Beijos e também já estou te acompanhando :D

    Blog | Facebook

    ResponderExcluir
  24. Concordo! Passo sim flor! <3
    Com certeza! Taí uma coisa que todo mundo deve ter: paciência! Tudo acontece, quando devem acontecer! Awn, e que venham mais 10 né linda? rs Obrigada! Beijos ♥

    ResponderExcluir
  25. Ficou ótimo o texto! Adorei *-*
    xoxo
    http://www.universovanguarda.com/

    ResponderExcluir

(2013) Todo o conteúdo foi criado por Ellen Maia e qualquer cópia deve ser creditada.
Design e código desenvolvidos por Julie Duarte.